Seminário na Unicamp aborda longevidade e qualidade de vida

A Prefeitura participou segunda-feira, dia 2 de outubro, do IV Seminário de Longevidade e Qualidade de Vida, promovido pela Universidade Estadual de Campinas. Com o tema central “O tempo não é idade”, o seminário foi organizado pelo Programa UniversIDADE, iniciativa da Unicamp para oferecer diversas atividades, propiciando o desenvolvimento de pessoas acima de 50 anos, tanto da comunidade interna como do público externo. 
 
O evento foi realizado na data seguinte ao Dia Internacional do Idoso, que é comemorado em 1º de outubro. Essa data marca diversas ações necessárias à discussão do envelhecimento e da longevidade. No seminário, o objetivo foi mostrar que a mudança da crença de que não há mais tempo para a realização dos projetos e propósitos de vida pode trazer benefícios importantes, trazendo bem-estar à vida. 
 
A abertura do seminário teve a presença do reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, e da coordenadora do Programa, Kátia Stancato. A Prefeitura foi representada pelo secretário Municipal de Saúde, Carmino de Souza, e pela secretária dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Cidadania, Eliane Jocelaine Pereira. A presidente do Conselho Municipal do Idoso, Silvia Jeni, a deputada estadual Célia Leão e representantes do Legislativo Municipal também compuseram a mesa. 
 
A secretária Eliane ressaltou que outubro também é o mês de campanha para prevenção do câncer de mama, o Outubro Rosa, e abordou o significado da longevidade como conquista social. Segundo ela, a Política Municipal à Pessoa Idosa precisa agregar tanto aspectos de cuidado e proteção ao idoso quanto o incentivo de práticas que levam a um envelhecimento saudável. Nessa perspectiva, de acordo com Eliane, “a atual gestão do município trabalha na qualificação das políticas de atendimento às pessoas idosas, especialmente das instituições de longa permanência e na ampliação do serviço de cuidador de idosos e de pessoas com deficiência”. 
 

A secretária afirmou que isso garante não somente a prevenção e proteção contra violação de direitos, mas também um trabalho integrado com as secretarias de Saúde e de Esportes e Lazer, com as academias da terceira idade, por exemplo, e com promoção de diversos tipos de atividades físicas. “Além disso, longevidade significa que possamos controlar os aspectos de nossa vontade e da nossa capacidade de sempre se motivar para a vida. Nosso corpo não pede permissão para envelhecer, mas nossa alma apenas envelhece se a gente permitir”, disse Eliane. 

 

O objetivo do Programa UniversIDADE é proporcionar saúde e qualidade de vida. Esse Programa é oferecido gratuitamente ao público, tem caráter social e é constituído de quatro áreas temáticas (arte e cultura; esporte e lazer; saúde física e mental; sociocultura e geração de renda). Mais informações sobre o Programa podem ser obtidas no site oficial: http://www.programa-universidade.unicamp.br/

 

O evento foi estruturado em quatro palestras e cinco apresentações culturais. As apresentações foram promovidas por alunos e instrutores do UniversIDADE, que levaram alegria e emoção com música, dança, coral e interpretação teatral.